Sociedade Filarmónica Alvaiazerense de Santa Cecília comemorou 94º aniversário

Fundada no dia 11 de outubro de 1923, no passado dia 29 de outubro a Sociedade Filarmónica Alvaiazerense de Santa Cecília comemorou o seu 94º aniversário, com a celebração da eucaristia presidida pelo Padre Celestino Brás, na Igreja Matriz de Alvaiázere. Como tem vindo a ser a tradição, após a missa seguiuse a tradicional romaria em direção ao Cemitério, em homenagem a todos os diretores e músicos já falecidos.

O Restaurante “O Brás” foi, à semelhança dos anos anteriores, o local escolhido para o almoço convívio, que contou com a presença do presidente da direção, professor Manuel Francisco, do vice-presidente da direção, Vítor Joaquim, do presidente da Assembleia Geral, Álvaro Pinto Simões, da presidente da Câmara Municipal de Alvaiázere, Célia Marques, do Padre Celestino Brás, do Padre André Sequeira, do Padre Jacinto Gonçalves, vereadores da Câmara Municipal de Alvaiázere, presidentes das Juntas de Freguesia, convidados e amigos.

No momento das intervenções, o professor Manuel Francisco agradeceu a todos os presentes pela resposta positiva ao convite que lhes foi endereçado, sublinhando que “para manter esta Banda jovem e funcional e com uma imagem dinâmica, apesar dos seus 94 anos, é necessário haver uma partilha do saber, mas também muita paciência, esforço e dedicação”.

Por sua vez, Célia Marques frisou estar orgulhosa do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela Banda Filarmónica, trabalho esse que tem tido a oportunidade de acompanhar, lembrando que todos os desafios lançados pelo Município têm tido sempre uma resposta positiva por parte da Filarmónica, organizando assim várias iniciativas conjuntas.

Por fim, a autarca deixou um repto: “estive presente na Missa e verifiquei que, para além da qualidade musical, há também qualidade vocal, espero que haja mais oportunidades de ouvir estas vozes extraordinárias. Espero também que se mantenha esta qualidade de trabalho, dedicação e espírito de sacrifício, e que os músicos continuem a envergar esta farda com orgulho”, concluiu.

No final dos discursos, os músicos da Banda foram convidados a aproximar- se do bolo para cantar os parabéns, encerrando assim aquela que foi uma tarde cheia de alegria e momentos de convívio e confraternização.

Cláudia Martins