Jornadas do Património proporcionaram fim-de-semana repleto de atividades

O Município de Alvaiázere, através do Museu Municipal (MMA), abraçou mais uma vez o desafio lançado pela Direção Geral do Património Cultural e promoveu um programa que visou a celebração das Jornadas Europeias do Património.

Na edição de 2015, sob a temática Património Industrial e Técnico, numa vasta rede de cooperação e parcerias, a comunidade teve acesso a um conjunto de iniciativas que potenciaram a reflexão sobre o património cultural concelhio e que permitiram conhecer e valorizar o património industrial e técnico de Alvaiázere.

Assim, no dia 25 de setembro, pelas 10h00, abriu ao público a exposição temporária "Alvaiázere, marcas da indústria artesanal no território" que convida os visitantes a uma viagem pelas indústrias artesanais do concelho. À noite o Museu voltou a ganhar vida, sendo palco de uma conversa em torno do Infante D. Pedro, Senhor de Alvaiázere e de Tentúgal. As confreiras Olga Cavaleiro e Paula Monteiro, da Confraria da Doçaria Conventual de Tentúgal, conduziram os presentes por um apaixonante percurso pela história de Portugal.

No âmbito da temática das jornadas e da missão do Museu, no sábado, dia 26 de setembro, pelas 15h00, o MMA dinamizou uma ação de sensibilização sobre conservação preventiva. Os participantes levaram consigo algumas peças de uso doméstico "doentes" que, nesta ação dinâmica, aprenderam a intervencionar de forma preventiva.

O último dia das jornadas, 27 de setembro, que assinala o Dia Mundial do Turismo, começou bem cedo com a dinamização de um passeio pedestre. Os caminhantes foram convidados a percorrer uma rota de património pré-industrial e a explorar pequenas indústrias artesanais da freguesia de Alvaiázere (Carregal/Maçãs de Caminho). À tarde, por volta das 14h30, realizou-se um workshop de scrapbookning, no qual foram utilizadas e trabalhadas imagens de património cultural.

A encerrar as atividades, o espaço da exposição permanente "Tempo, Espaço e Memória" tornou-se palco de uma brilhante performance do grupo coral "Alva Canto", depois de ter atuado o grupo "Trio de cordas", de Tomar. As notas musicais conduziram os presentes numa viagem pela história da música clássica e popular.

Este conjunto de iniciativas não seria possível se o trabalho desenvolvido não assentasse, como já referido, numa forte teia de parcerias que aproxima os diversos agentes da comunidade. Assim, o Museu Municipal agradece reconhecidamente às Confrarias do Chícharo e da Doçaria Conventual de Tentúgal, ao Rancho Folclórico da Freguesia de Pussos, ao Alva Canto, ao grupo musical "Trio de cordas", a várias empresas e particulares (como sendo, a pastelaria David, à Padaria Paulo Sá Oliveira, à D. Laurinda Freitas Marques, à papelaria Raíz, ao Atelier Jorge Grácio, ao produtor do azeite "Lagar velho", ao produtor do vinho "Vale da Brenha", à coudelaria "RM Al-Baizir", à Junta de Freguesia de Alvaiázere e à Gráfica Simões).

Agradece-se ainda a todos aqueles que participaram nas diversas atividades dando sentido e corpo ao trabalho desenvolvido pelo Museu Municipal de Alvaiázere em prol do desenvolvimento cultural do território alvaiazerense.

Cláudia Martins