Museu Municipal assinalou Jornadas Europeias do Património com um cartaz repleto de atividades

O Museu Municipal de Alvaiázere associou-se, mais um ano, às comemorações das Jornadas Europeias do Património, nas quais participa desde 2006 e que este ano foram subordinadas à temática: “Comunidades e Culturas”.

Em Portugal, as Jornadas do Património são organizadas pela Direção Geral do Património Cultural, que propõe a realização de um vasto conjunto de atividades gratuitas aos Municípios, atividades essas cujo principal objetivo é levar as comunidades a privar de forma mais próxima com o património local.

As comemorações iniciaram-se na manhã do dia 23 de setembro no Museu Municipal com uma aula de yoga dada pela terapeuta Cláudia Silva à população senior do Concelho. De seguida, foi aberta ao público na zona de atendimento do Museu a exposição de fotografia “Comunidade e Património, pontos de encontro”.

Segundo a responsável do Museu, Paula Cassiano, esta exposição “pretende exibir as diversas atividades que os Serviços Educativos do Museu realizaram com a comunidade ao longo do último ano, com uma temática que vai de encontro à que foi proposta este ano para as Jornadas do Património”, afirmou, acrescentando que essas atividades foram feitas com as diversas faixas etárias da população, desde as crianças das creches e jardins-de-infância, até aos idosos que estão nos Lares e nos Centros de Dia.

Ao longo da tarde de sábado, dia 24, realizou-se um workshop intitulado “macacos com meias”, orientado pela formadora Diana Cruz, que se destinou à comunidade em geral. Para além disso, aproveitando a presença em Alvaiázere de um grupo com meia centena de pessoas oriundas de vários pontos do país que se deslocaram por causa do Campeonato Nacional de Santo Huberto (modalidade de caça), foram realizadas visitas guiadas à vila, à Serra e à Capela de Nossa Senhora dos Covões, uma atividade que, não estando programada, acabou por se tornar bastante interessante pela forma como os visitantes ficaram deslumbrados e satisfeitos com o património natural e cultural de Alvaiázere.

Pelas 21h00, o auditório do Museu Municipal encheu-se para assistir à audição de acordéons e concertinas, tendo o público presente sido brindado com uma magnífica atuação dos antigos alunos destas aulas, do coordenador Bruno Gomes e dos artistas por si convidados.

A manhã de domingo iniciou-se com o passeio pedestre “Encontros entre o sagrado e o profano”, que incluiu uma visita guiada ao complexo megalítico do Rego da Murta, e pelas 15h00 abriu ao público a exposição “Nas Esquinas do Tempo”, de Esmi Baúto. Esta exposição é composta por fotografias e poesia, o que, segundo Paula Cassiano, é um casamento perfeito: “as palavras associadas à imagem podem ser saboreadas de forma extremamente envolvente”, concluindo que “a exposição merece ser visitada pela beleza que encerra”.

“Nas Esquinas do Tempo” estará patente ao público até ao dia 31 de dezembro, podendo ser visitada de terça a domingo entre as 11h00 e as 18h00 durante o mês de outubro, e entre as 11h00 e as 17h00 (horário de inverno) nos meses de novembro e dezembro.

As comemorações deste ano das Jornadas Europeias do Património terminaram pelas 16h00, no Museu Municipal, com a realização de uma degustação dos sabores de chícharo levada a cabo pela Doce Felicidade/Panificadora Paulo Sá Oliveira, que acabou por surpreender todos os visitantes com o agradável sabor doce dos seus pastéis e biscoitos.

Paula Cassiano fez um balanço bastante positivo da edição deste ano, afirmando: “é muito gratificante e estimulante ver quem nos visita sair de Alvaiázere com grande satisfação”.

Cláudia Martins