Crianças encantaram no VII Encontro Intermunicipal das CPCJ da Zona Norte do Distrito de Leiria

A Casa Municipal da Cultura foi o local escolhido para acolher o Encontro Intermunicipal das Comissões de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) da Zona Norte do Distrito de Leiria, no dia 25 de outubro.

O tema deste ano foi “Institucionalizar? Prós e Contras” e é a segunda vez que o Município recebe este encontro que tem uma importância enorme, sendo “um tema atual sobre o qual todos nos debatemos”, explicou a presidente da CPCJ de Alvaiázere, Sílvia Lopes, que abriu a sessão. A presidente referiu ainda que esperava que este encontro trouxesse respostas e fosse “uma ajuda a clarificar o assunto a todos os presentes”.

Também a diretora do Centro Distrital da Segurança Social de Leiria, Maria do Céu Mendes, esteve presente, começando por mencionar que “este é um dia de reflexão e partilha e conhecimentos” e que a institucionalização é uma das “respostas para proteger as crianças”. Leiria tem, atualmente, 10 casas de acolhimento, contudo “não são em número suficiente para acolher todos os casos”.

Considerando a institucionalização um “arrepiar de caminho”, Hélio Ferreira, da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens, referiu que “não podemos esquecer esta medida como uma solução para os jovens e crianças em risco”. Contudo, reconhece que o “acolhimento residencial deve ser melhorado no nosso país, nomeadamente através do repensar das práticas das instituições”, afinal “saber acolher é saber integrar a criança, dando-lhe afeto”.

Coube à presidente do Município, Célia Marques, as últimas palavras da sessão de abertura, que referiu que é “nosso dever olharmos pelas crianças e jovens”, sendo “pertinente falar sobre este tema que trará muita discussão a toda a assembleia”.

O programa deste encontro contou com dois painéis de entendidos que debateram os prós e contras, expuseram alguns problemas e apresentaram testemunhos, tendo o intervalo da sessão da manhã sido ocupado com uma mostra gastronómica composta por vários doces, seguida de um momento musical pelas crianças do 2º Ciclo do Agrupamento de Escolas de Alvaiázere.

Ana Catarina de Oliveira
Tags: