Incêndio de grandes dimensões chegou ao concelho de Alvaiázere

No passado dia 10 de abril, um incêndio andou perto de habitações no lugar da Ribeira Velha, freguesia de Maçãs de D. Maria. Este fogo começou na Moita Redonda, Pousaflores, concelho de Ansião, pouco depois das 15h00, numa zona de eucaliptal, tendo tido duas frentes ativas.

O Comandante dos Bombeiros de Alvaiázere (BVA), Mário Bruno Gomes, explicou ao Jornal “O Alvaiazerense” que foi uma conjugação de vários fatores que levou a que o incêndio tivesse uma evolução muito rápida: “para além de o dispositivo ainda não estar totalmente preparado para o combate a incêndios, porque ainda é muito cedo, as condições também foram adversas, pois estava muito calor, com temperaturas entre os 25 e os 30 graus, o vento soprava com muita intensidade e o valor de humidade dos solos era muito baixo”. O Comandante dos BVA acrescentou ainda que “a falta de acessos e as condições de limpeza dos terrenos em causa dificultou muito o combate às chamas”.

No local estiveram cerca de 200 operacionais das corporações dos distritos de Castelo Branco, Coimbra, Leiria e Santarém, apoiados por 30 viaturas. Segundo dados fornecidos por Mário Bruno Gomes, os BVA mobilizaram 27 operacionais e 7 viaturas, uma das quais acabou por estar envolvida num embate com um veículo dos Bombeiros Voluntários de Ansião, do qual resultou um ferido ligeiro, que recebeu tratamento hospitalar mas teve alta no próprio dia.

O incêndio entrou em fase de rescaldo por volta das 23h00, registando-se uma grande área florestal devastada (estima-se que ascenda a 50 hectares), localizando-se cerca de 95% desta área no concelho de Ansião.

Mónica Teixeira