PROPRIEDADE: CASA DO CONCELHO DE ALVAIÁZERE
DIRECTOR-ADJUNTO: CARLOS FREIRE RIBEIRO
DIRECTOR: MARIA TEODORA FREIRE GONÇALVES CARDO
DIRECTOR-ADJUNTO: CARLOS FREIRE RIBEIRO

O COVID-19 no Concelho. A relatividade dos números

31 de Outubro de 2020

No fecho desta edição contactamos com a Delegada de Saúde, Dra. Natércia Veloso, para fazer um balanço sobre a situação do COVID-19 no concelho de Alvaiázere. E prontamente informou:

“O nº de utentes com teste positivo para COVID19 no Lar 1 de Maçãs de D. Maria, ultrapassou 35 casos - porém, alguns deles já cumprem citérios de cura, estabelecidos pela Norma Nº 004/2020, da DGS, nunca tendo desenvolvido doença e com resultado negativo em testes efetuados mais de 10 dias depois do diagnóstico.

Infelizmente, entre os que apresentaram sinais que podiam indiciar progressão de doença, há a lamentar a perda de um senhor, já muito gravemente doente, a quem a COVID-19 terá retirado, a parca resistência à sua doença prévia, muito evoluída - se foi ou não vítima do Sars-CoV-2, é uma atribuição difícil de decidir: a estatística é, em casos como este, um modo artificial de distinguir uma “morte de pessoa com COVID-19” e uma “morte por COVID”.

Também as funcionárias do Lar chegaram a ser 15, número já reduzido por cura.

Quanto às escolas estiveram encerradas turmas do 6º, 8º e 12º anos, ainda estão as turmas de pré-escola e do 1º ciclo do EB de Maçãs de D. Maria e ainda alguns alunos de outras turmas, dados como “contactos de casos confirmados” (isto é: que efetivamente estiveram em contacto direto com pessoa com COVID-19, sintomática ou assintomática). Os casos detetados que deram origem a esta situação foram apenas 5 - abrangência daqueles a quem foi imposta quarentena refletiu a suspeita de elevada transmissibilidade na comunidade.

Se o leitor ouviu ou leu nºs diferentes destes, saiba que os casos são atribuídos aos concelhos da morada fiscal, a mesma do cartão de cidadão e do Registo Nacional de Utentes do SNS - à autoridade local de saúde terá de importar sempre mais, aqueles que por cá estão.

Faça por estar seguro: para seu bem e de todos”.

“O Alvaiazerense” agradece a colaboração e disponibilidade da nossa delegada de saúde. E deixa uma palavra de incentivo à direção e a todos os trabalhadores e colaboradores do Lar I e II da Casa Povo de Maçãs de D. Maria para continuarem com coragem a prestar com profissionalismo e dedicação extrema os cuidados necessários aos seus utentes.

A todos os nossos Parabéns pelo trabalho desenvolvido nesta área da proteção civil do concelho de Alvaiázere.