PROPRIEDADE: CASA DO CONCELHO DE ALVAIÁZERE
DIRECTOR-ADJUNTO: CARLOS FREIRE RIBEIRO
DIRECTOR: MARIA TEODORA FREIRE GONÇALVES CARDO
DIRECTOR-ADJUNTO: CARLOS FREIRE RIBEIRO

Votar é seguro - 30 de Janeiro

APIN investe em obras ambicionadas pela Autarquia

APIN investe €2,6 milhões no melhoramento do saneamento básico das freguesias de Alvaiázere, Maçãs de D. Maria e Pussos S. Pedro

31 de Julho de 2021

No passado dia sete de julho, defronte à Câmara Municipal de Alvaiázere, a APIN, Empresa Intermunicipal de Ambiente do Pinhal Interior, que envolve também o Município de Alvaiázere, deu a conhecer publicamente os seus investimentos no concelho de Alvaiázere. Estes inserem-se em investimentos transversais a todos os concelhos, que fazem parte da APIN, como a implementação de sistemas de compostagem doméstica, projetos nas áreas da eficiência hídrica para redução de perdas de água e a nível do saneamento básico.

A presidente do município, Célia Marques, justifica a criação da APIN. No caso do concelho de Alvaiázere os investimentos da APIN passam de €2,4 milhões para €2,6 milhões, nos próximos quatro anos e irão comtemplar as freguesias de: Alvaiázere, com a construção da extensão de redes de saneamento de águas residuais e novas ligações à ETAR de Alvaiázere; Maçãs de D. Maria, com a continuação da expansão de rede de saneamento de águas residuais e construção de novas ligações à ETAR de Vale de Tábuas e Pussos S. Pedro com a construção da extensão de redes de saneamento de águas residuais e novas ligações à ETAR de Venda dos Olivais.

No ato de assinatura da consignação das empreitadas pela presidente da Câmara Municipal, Célia Marques e o presidente do Conselho de Administração da APIN e também autarca da Lousã, Luís Antunes, foi salientado que estava previsto o início das obras durante o próximo mês de agosto. Luís Antunes desejou que as obras, sejam realizadas com qualidade e nos prazos estipulados, de forma a que a população possa usufruir das mesmas a curto prazo melhorando a sua qualidade de vida, pelo que lamentou, “Gostaríamos de estar mais avançados naquela que é a concretização do plano de investimento. Existem várias exigências, várias situações em que é preciso dar resposta, nomeadamente todo o processo que exigiu revisão de processos e cadernos de encargos”. Por seu turno a autarca, Célia Marques, evidenciou a importância do investimento para a concretização destas obras de grande necessidade para a população do concelho e muito ambicionada pela autarquia.

Votar é seguro - 30 de Janeiro