PROPRIEDADE: CASA DO CONCELHO DE ALVAIÁZERE
DIRECTOR-ADJUNTO: CARLOS FREIRE RIBEIRO
DIRECTOR: MARIA TEODORA FREIRE GONÇALVES CARDO
DIRECTOR-ADJUNTO: CARLOS FREIRE RIBEIRO

Votar é seguro - 30 de Janeiro

ASCRA 25 anos em missão altruísta e a espalhar solidariedade em Almoster

31 de Dezembro de 2021

Em ambiente de festa, a ASCRA – Associação Social Cultural e Recreativa de Almoster, celebrou, no passado dia 12, as suas “bodas de prata”, apesar do dia da sua constituição formal ter sido a 6 de dezembro. Tendo em conta as limitações decorrentes da Pandemia da Covid-19, os festejos tiveram que ser adaptados, não permitindo que fossem abertos a toda a comunidade como era intenção da Direção, esperando fazê-lo oportunamente.

Aniversário que teve o seu início com a participação na celebração religiosa dominical, onde foi recordada a memória de todos quantos já deixaram o reino dos vivos que, das mais diversas formas tiveram alguma ligação à instituição. No final, à saída, para celebrar a data, foi distribuída uma pequena lembrança aos presentes.

Seguiu-se, na sede, a receção aos convidados, sócios fundadores e representantes das entidades oficiais, nomeadamente Presidente da Câmara Municipal de Alvaiázere – João Paulo C. Guerreiro, Presidente da Junta de Freguesia de Almoster - David Marques do Carmo e Diretor do Centro Distrital da Segurança Social de Leiria – João Paulo Pedrosa.

Inserido no âmbito das comemorações, começou por ser apresentado um pequeno vídeo, da autoria da Diretora técnica da Instituição, Daniela Pedro, onde, de forma simples, mas abrangente, foi feita uma demonstração da atividade da instituição no seu dia a dia, surpreendendo os presentes pela iniciativa.

O Presidente da Direção, – Paulo Reis Silva, no uso da palavra traçou de forma resumida a evolução da instituição. Começou por referir que “tudo se iniciou formalmente no dia 22 de abril de 1995, quando, um grupo de almosterenses, se reuniram na sede da junta de freguesia de Almoster, com o propósito de eleger uma comissão instaladora para constituir e legalizar a ASCRA. Em outubro de 1996, depois de algum abrandamento, foi retomado o processo e decidiu-se pela sua constituição resultando na celebração da escritura no dia 6 de dezembro do mesmo ano. Em julho de 2002 entrou em funcionamento o serviço de apoio domiciliário e em setembro de 2004 foi celebrado o acordo de cooperação com o Centro Distrital da Segurança Social de Leiria, substituindo o anterior acordo, temporário, em vigor.

Em maio de 2006 a Direção decidiu apresentar uma candidatura ao Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais – PARES, para a construção do Centro de Dia, vindo a ser assinado o contrato de comparticipação com o Instituto da Segurança Social de Leiria aos 14 de julho de 2007”.

Apresentou igualmente um breve enquadramento da evolução do logotipo da Instituição que começou, como referiu, “com um simples carimbo” – sendo substituído em novembro de 2007, por um outro, “da autoria de um estudante de arquitetura à altura, residente fora da freguesia, filho do sócio fundador nº. 1, ele sim natural de Almoster, tendo respondido ao desafio lançado pela Direção com o propósito da substituição do logotipo em vigor. Apesar de jovem, aceitou as sugestões que lhe foram apresentadas, tendo resultado num belo trabalho que viria a ser aprovado em reunião de Direção e que permaneceu até hoje”. Seguiu-se a apresentação do atual, que vigorará de ora em diante, com uma breve explicação do significado do mesmo, o qual “representa o amor com que a instituição se dedica à sua atividade no apoio à terceira idade, tentando manter alguns traços do anterior”.

Referiu ainda o facto de na sua constituição da ASCRA “ter estado um grupo de dez sócios fundadores, tendo tido um papel fundamental na concretização daquele objetivo, bem como do forte apoio desde o início da população de Almoster, sempre empenhada na iniciativa, apoio e incentivo que também agora é notório tendo em vista o objetivo da construção de nova valência para a instituição, a estrutura Residencial para pessoas Idosas – ERPI, por ser evidente a falta deste tipo de serviço no apoio à população, quer da freguesia de Almoster, quer das vizinhas”.

Agradeceu ainda a “forma empenhada e dedicada como as funcionárias se entregam ao serviço da população”, reconhecendo que “sem essa entrega não seria possível à instituição prestar um serviço de excelência”, nas suas diversas valências.

Foram ainda homenageados os sócios fundadores, tendo sido entregue aos presentes uma pequena lembrança, “como reconhecimento da sua participação na concretização do projeto ASCRA”. Às funcionárias foi feita a entrega de um pequeno crachá, personalizado, sinal do reconhecimento do seu empenho ao serviço da instituição.

Por sua vez, o Presidente da Junta de Freguesia de Almoster agradeceu à instituição, pelo “bem que fazem por bem saber fazer” no apoio à comunidade almosterenses, manifestando o seu apoio às iniciativas da instituição, quer a título pessoal quer institucional.

O Presidente da Câmara Municipal por sua vez reconheceu o “trabalho desenvolvido pela instituição ao serviço da comunidade”, manifestando a sua disponibilidade em apoiar projetos desta natureza.

A terminar, o Diretor da Segurança Social de Leiria, agradeceu o convite, manifestado “a honra que sentiu em estar presente, pois, ao ter assumido recentemente as funções de Diretor da Segurança Social de Leiria, a ASCRA foi a primeira instituição que recebeu, sendo também a primeira que visitou”, o que não pode deixar de se traduzir numa enorme honra para a instituição, “sendo já a segunda vez que a visita”, tendo referido o facto de “também já ter feito uma visita às restantes IPSS do Concelho de Alvaiázere”. Manifestou ainda o desejo de que, “da próxima vez que aqui me desloque, seja para colocar a primeira pedra para a construção da Estrutura Residencial para pessoas Idosas”. Fez ainda questão de “lançar um apelo aos sócios fundadores, para que junto dos jovens os incentivem a participar em iniciativas do género”, vitalizando as instituições, reconhecendo “o papel e a importância do voluntariado ao serviço da população, muitas vezes as pessoas que estão à frente das instituições, são objeto de critica, de considerações de aproveitamento próprio, sacrificando muitas vezes a sua vida pessoal em prol do serviço à comunidade”. Agradeceu ainda às funcionárias, dirigentes e sócios, fundadores e atuais, “pelo excelente trabalho desenvolvido ao longo destes vinte e cinco anos”.

A concluir, procedeu-se ao descerrar de uma placa comemorativa do XXV aniversário da instituição e à inauguração do novo logotipo no exterior, culminando com o cantar dos parabéns por parte de todos os presentes.

Carlos Ribeiro

Votar é seguro - 30 de Janeiro