PROPRIEDADE: CASA DO CONCELHO DE ALVAIÁZERE
DIRECTOR-ADJUNTO: CARLOS FREIRE RIBEIRO
DIRECTOR: MARIA TEODORA FREIRE GONÇALVES CARDO
DIRECTOR-ADJUNTO: CARLOS FREIRE RIBEIRO

Votar é seguro - 30 de Janeiro

Município de Alvaiázere aprova Orçamento e Grandes Opções do Plano para o ano de 2021

30 de Novembro de 2020

Em época de orçamentação, o Orçamento e as Grandes Opções do Plano para o ano de 2021 do município de Alvaiázere foi aprovado por maioria em reunião de executivo do dia 26 de novembro de 2020, com os votos favoráveis do PSD e os votos contra dos vereadores eleitos pelo PS.

O documento, que será ainda discutido pelo órgão deliberativo, a Assembleia Municipal, ascende a €10.545.172,00, representando 1,7 % de aumento relativamente ao orçamento do ano anterior.

A autarquia refere que este documentos previsionais do próximo exercício “corporizam a execução de alguns projectos, que se revelam essenciais para a concretização da estratégia do executivo municipal, que passa pela combinação de políticas geradoras de emprego e de políticas sociais, com o intuito de atrair e fixar pessoas no território”. Destaca ainda, do ponto de vista das infra-estruturas, “o término de procedimentos em curso, como a requalificação urbana da zona central da vila de Alvaiázere, das obras de construção da nova Área Empresarial de Rego da Murta ou a requalificação do Mercado Municipal”.

A expectativa é que 2021 “permita concluir um conjunto de projectos que estão em desenvolvimento, que permita alguma tranquilidade e serenidade aos munícipes, uma vez que o município está a investir na atracção de investimento e na melhoria das condições de vida da população”, afirma Célia Marques, edil alvaiazerense, concluindo que serão “cumpridas mais de 70% das medidas propostas no manifesto eleitoral, às quais se somam muitas outras acções que foram levadas a cabo e que não constam do referido compromisso”.

No caso da zona industrial de Rego da Murta, um investimento de cerca de 2,5 milhões de euros, apoiado em 85% por fundos comunitários, a autarca explicou que “as obras de infra-estruturação estão a iniciar e os 48 lotes estão todos atribuídos”, considerando esta obra imprescindível e contando ter a obra pronta no Verão de 2021.

Quanto à acção social, Célia Marques reconheceu que “será difícil alargar” os apoios que estão implementados. “Não tem nada a ver com a pandemia, mas tínhamos perspectivada a revisão do regulamento de apoio socioeducativo, no sentido de alargar esses apoios”, disse, adiantando que no próximo ano o município “vai atribuir apoios para a frequência na creche e, também, pela primeira vez, lançar bolsas de estudo para estudantes do ensino superior”.

A autarca acrescentou que os transportes escolares e refeições são gratuitos no pré-escolar e 1.º ciclo, com o município a oferecer também as actividades da componente de apoio a família nos jardins de infância, além de apoiar a aquisição de material didáctico até ao 2.º ciclo.

Segundo apuramos, os Vereadores eleitos pelo PS reprovaram na generalidade os documentos propostos e apresentados pela Presidente da Câmara Municipal de Alvaiázere. Afirmam o elogio da sua elaboração técnica, mas consideraram ser “um orçamento de gestão corrente, de continuidade e de estratégia, e projetos e política fiscal, diferente da por nós preconizada”, salvaguardando, “entendido que não significa que somos indiferentes a determinadas medidas que vêm sendo por nós aprovadas”.

Em declarações prestadas, relevam o apoio ao “projeto de investimento na nova Área de Localização Empresarial do Rego da Murta, com atraso de pelo menos duas décadas e a concretizar apenas no contexto do constrangimento surgido na Zona Industrial da Troia”, salientando também “o apoio a todas as medidas no âmbito da ação social, da educação à saúde, dos incentivos à fixação de pessoas, nomeadamente a disponibilização de loteamento municipal para habitação permanente, e inovação tecnológicas e empreendedorismo, da protecção ambiental e turismo de natureza à valorização dos produtos endógenos e apoio ao associativismo, em prol do desenvolvimento e coesão da nossa terra”. 

Votar é seguro - 30 de Janeiro