PROPRIEDADE: CASA DO CONCELHO DE ALVAIÁZERE
DIRECTOR-ADJUNTO: CARLOS FREIRE RIBEIRO
DIRECTOR: MARIA TEODORA FREIRE GONÇALVES CARDO
DIRECTOR-ADJUNTO: CARLOS FREIRE RIBEIRO

Votar é seguro - 30 de Janeiro

O sucesso da Escola de Futebol do Benfica/GDA em Alvaiázere

28 de Fevereiro de 2019

Pode parecer estranho eu estar aqui a falar do Benfica devido ao meu “doentio” Sportinguismo, mas a bem da verdade é justo que se faça um elogio ao trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pelo Ricardo Fernandes (Mobarq) e por todos os treinadores, em comunhão com toda a direção e estrutura do futebol juvenil do GDA e a Câmara Municipal.

Sempre concordei com esta opção. Alvaiázere, infelizmente, não possui jovens suficientes para competir de igual para igual com outros concelhos, dada a fraca população que compõe esta faixa etária no Concelho. E desculpem que vos diga: aquela máxima do que importa é competir para mim não faz sentido. Importa sim, formar jovens para o futuro mas se for a ganhar ainda melhor. Ganhar é bem melhor que perder e fomentar a ambição e o espírito de vitória é também importante para os mais jovens.

Ter uma ou duas equipas por escalão é algo impensável há tempos atrás. Hoje muitos jovens de Alvaiázere e de concelhos vizinhos (o que importa salientar), motivados pela boa organização e condições que dispõem, fazem parte de um projeto que já começa a dar os seus frutos pois pelo menos duas equipas de escalões diferentes, estão a disputar a fase final para a subida de divisão.

Poder-se-á dizer que o investimento por parte do Município foi elevado e que está a beneficiar uma instituição que não tem sede no Concelho. E parte é verdade, pois a parceria engloba o Benfica. Mas neste caso específico o trabalho desenvolvido só trouxe vantagens e benefícios para Alvaiázere e acima de tudo para os jovens Alvaiazerenses.

Tomara eu ter tido este apoio quando fui presidente do GDA e apresentei um projeto idêntico, mas com a melhor escola de futebol do Mundo… a do Sporting, pois claro! Não tive a mesma sorte e visão de hoje.

Agora é tempo de lançar desafios idênticos a outras associações, independentemente da área de atuação, quer seja cultural, recreativa ou até social.

Alvaiázere só tem a beneficiar se tiver uma forte e empreendedora rede associativa, que colmate as lacunas nestas áreas existentes que o Estado, o Município e as Juntas de Freguesia não conseguem preencher.

Votar é seguro - 30 de Janeiro