PROPRIEDADE: CASA DO CONCELHO DE ALVAIÁZERE
DIRECTOR-ADJUNTO: CARLOS FREIRE RIBEIRO
DIRECTOR: MARIA TEODORA FREIRE GONÇALVES CARDO
DIRECTOR-ADJUNTO: CARLOS FREIRE RIBEIRO

Maldita Pandemia…

31 de Outubro de 2020

Escrevia eu em artigos anteriores que se conseguíssemos passar pelos “pingos da chuva” no mês de agosto, que conseguiríamos sair desta maldita pandemia incólumes… Puro engano!

Mais uma vez e com a porta de entrada a ser um Lar de Idosos desta vez no Lar I da Associação da Casa do Povo de Maçãs de Dona Maria, surge um surto onde 37 utentes e 15 funcionários testam positivo, tendo colateralmente surgido mais três casos na comunidade um deles aluno do JI de Maçãs de Dona Maria levando ao encerramento do Centro Escolar.

Já antes três casos positivos entre os quais dois alunos levam ao confinamento de duas turmas da escola 2,3 E/B Dr. Manuel Ribeiro Ferreira. Não podia ser pior…

Daqui duas lições a reter. Os lares continuam a ser casos de difícil controlo devendo o correto comportamento social ser mantido nas nossas casas, nomeadamente para trabalhadores de instituições que prestam cuidados de Saúde e que por mais que cuidados e esforços que tenhamos, não estamos livres de ser “apanhados” por este vírus.

Tudo depende de nós e é por aí que se conseguem controlar os surtos.

É necessário evitar comportamentos de risco nomeadamente convívios sociais e familiares e o uso de máscara e a correta e frequente lavagens das mãos são sem dúvida as únicas maneiras de controlarmos esta pandemia e evitarmos ser contagiados.

Uma palavra de conforto para todas aquelas e aqueles que de uma maneira ou de outra foram atingidos por este vírus traiçoeiro e implacável. Não deve ser nada fácil gerir emoções nesta altura, mas é aqui que nos temos de tornar mais fortes de modo a atenuarmos o sofrimento dos que mais sofrem.

Uma palavra também de reconhecimento e admiração por todas as trabalhadoras e trabalhadores do Lar de Maçãs de Dona Maria que conseguiram cuidar de todos os utentes na altura em que muitas das colegas estavam isoladas e confinadas em suas casas. Foram heróicas e determinadas. Conseguiram cuidar dos idosos todas as horas em todos os dias, por isso, muito obrigado e parabéns.

Por agora parece estar a chegar a bonança. Os casos positivos começam a reverter e a normalidade parece tomar conta dos casos institucionais e sociais.

Termino desejando boa sorte a todos nestes tempos que aí vêm, que pelos dados conhecidos, não vão ser muito fáceis. Abraço.