PROPRIEDADE: CASA DO CONCELHO DE ALVAIÁZERE
DIRECTOR-ADJUNTO: CARLOS FREIRE RIBEIRO
DIRECTOR: MARIA TEODORA FREIRE GONÇALVES CARDO
DIRECTOR-ADJUNTO: CARLOS FREIRE RIBEIRO

Maldito Vírus

28 de Fevereiro de 2021

O que para muitos era impossível, aconteceu mesmo…

Falo da tragédia dos números de Portugal referente ao COVID 19.

Estarmos catalogados como o pior país do Mundo quer ao nível das pessoas infetadas, quer ao nível das pessoas internadas e em número de mortes, trará a Portugal consequências drásticas num futuro próximo.

Tivemos de deixar a cínica propaganda da primeira vaga para acordarmos para a tragédia de Janeiro e Fevereiro.

Sinceramente nunca pensei que chegássemos a estes números. Aliás, escrevia em Agosto que teríamos passado a pior fase… puro engano. As entidades competentes nomeadamente o Governo, deviam acarretar com as responsabilidades destes números e humildemente pedir desculpas aos Portugueses. Mas não! A culpa foi dos Portugueses que não souberam comportar-se como deve de ser no Natal e Ano Novo.

As urgências entupidas de pessoas e as unidades de cuidados intensivos (sem os putativos ventiladores comprados à China mas que não funcionam !!!) sem equipamentos e com os recursos humanos esgotados e sem reforço de esquipas especializadas, a tardia chamada dos hospitais da rede particular e social, a recusa fundamentalista de se servir das unidades de saúde disponíveis como é o caso do Hospital em Miranda do Corvo, a vergonha do processo de vacinação com um coordenador da task force a parecer um papagaio de propaganda política e que nem na casa que geria conseguiu por ordem…Tudo isto deve ter sido culpa dos Portugueses… mas uma coisa é certa pelo visto, do Governo não foi de certeza absoluta!

Como é que é possível que perante o descalabro a que assistimos, ainda ninguém tenha sido responsabilizado?

Como é que é possível que a Ministra da Saúde ainda continue em funções?

Um aspeto quero aplaudir. A chamada de um militar (o vice almirante Gouveia e Melo) para coordenar o processo de vacinação. Embora não possa concordar com a exclusão dos Bombeiros dos grupos de prioritários, vejo agora ordem na casa e um rumo. Agora sabemos que a propaganda que havia era falsa. Portugal não tem vacinas para todos. Ponto!

Não vale a pena dizer que vão chegar mais não sei quantos milhões de vacinas porque não vão.

Em vez de esbanjarmos milhares de milhões de euros na TAP por exemplo, deveríamos ter feito como Israel e investir na compra de vacinas nem que fosse pelo dobro do preço. Israel tem à data de hoje mais de metade da população vacinada…Nós 3%!!!

Por cá foi difícil. Uma média diária na pior semana de 100 casos positivos.

A solução foi testar, testar, testar, para depois isolar, isolar, isolar. Estamos agora com números animadores mas não é tempo de baixarmos a guarda. É preciso muito cuidado!

Alguns não resistiram! Uma palavra de conforto para os familiares e amigos.

Uma palavra de agradecimento para a equipa do Centro de Saúde que coordena o processo de vacinação e para todos os seus profissionais. Fomos o primeiro Concelho da zona centro a iniciar a vacinação para pessoas com mais de 80 anos. A vacinação nos lares correu bem e os resultados estão para já à vista.