PROPRIEDADE: CASA DO CONCELHO DE ALVAIÁZERE
DIRECTOR-ADJUNTO: CARLOS FREIRE RIBEIRO
DIRECTOR: MARIA TEODORA FREIRE GONÇALVES CARDO
DIRECTOR-ADJUNTO: CARLOS FREIRE RIBEIRO

Teodora Cardo

31 de Outubro de 2021

Editorial

30 de Setembro de 2021

Editorial

As questões transnacionais como, ambiente, migrações e segurança vivem em paralelo com o nosso quotidiano, já que pelos media não podemos ficar longe ou imunes a esses problemas do mundo de hoje, que colocam em risco a nossa alimentação, o ar que respiramos, e a nossa própria vida.

Nestes tempos pandémicos a nossa segurança pode estar sempre em risco, pelo perigo de uma contaminação mortal, e até numa saída à rua, sermos vítimas de um ato terrorista.

31 de Julho de 2021

O dia 12 de julho reveste-se de um grande simbolismo para o jornalismo e para a democracia pelo aniversário da promulgação da primeira lei da liberdade da imprensa, em 1821. Um caminho difícil de contínuos reveses, acentuando-se com o maior interregno, de 47 anos, de falta de liberdade de expressão.

Neste contexto saliento a entrevista realizada ao jornalista, Luís Simões, nosso conterrâneo, que muito agradeço, e também pela sua pronta disponibilidade.

30 de Junho de 2021

Mais uma vez o nosso jornal é o reflexo de que paulatinamente o desconfinamento também se vai fazendo no nosso concelho, abrindo espaços e oportunidades, apesar dos condicionalismos impostos pela pandemia, mas sempre no cumprindo rigoroso de todas as regras, para bem de todos.

A comemoração do dia do Concelho, apesar das restrições, já envolveu um número de pessoas considerável tanto na 1ª edição do Trail do “Luzecu”, como nas cerimónias oficiais realizadas no dia 13 de junho no espaço da nova praça, inaugurada nesse dia.

31 de Maio de 2021

Os ecossistemas e a preservação do solo são decisivos para o fornecimento de inúmeros serviços ambientais, proteção da biodiversidade e produção de alimentos. A investigação recente tem demonstrado o papel fundamental e o potencial de utilização dos organismos do solo no aumento da fertilidade e produção de alimentos, purificação do solo e da água.

30 de Abril de 2021

Neste mês celebrámos duas datas de relevante importância a 23 de abril, o Dia Mundial do Livro e a 25 de abril o Dia da Liberdade, e as duas entrelaçam se pela cultura, pois o livro é um bem cultural, que remete para o desenvolvimento da literacia e da liberdade.

O livro permite ainda abrir asas a outros sonhos, para além da literatura, a artes ancestrais, como o teatro, a dança e a música rompendo com o medo de outros tempos que atrofiavam o pensamento.

31 de Março de 2021

Na edição deste jornal cruzam-se eventos e comemorações recheados por uma particular dimensão de solidariedade vincando o sentido deste tempo de Páscoa.

28 de Fevereiro de 2021

Mais uma festa, da nossa cultura ancestral, que esta pandemia vai adiar. Um adiamento em múltiplas dimensões: da religiosa à social, da afetiva à familiar, da solidária à pessoal.

Até quando? O fim total é difícil de prever…

Vivemos neste mês de fevereiro momentos muito dolorosos com a perda de muitos familiares e amigos e outros lutando de forma desesperada pela vida arrastando um forte sofrimento e muita preocupação pelo acompanhamento, à distância, dos que lhes são mais queridos.

31 de Janeiro de 2021

Infelizmente o cenário de 2021 não será diferente de 2020, apesar da ténue esperança que representam as vacinas. Vivemos tempos muito difíceis e amargurados que se agudizam dia para dia com os resultados da pandemia.

Temos que ser cada vez mais assertivos e responsáveis cumprindo as regras com rigor para a segurança de todos. Tempos de solidão que felizmente podem ser ultrapassados online, que nos possibilita a partilha de experiências criativas, artísticas, científicas e ambientais.

Apesar de todas as comodidades, as amarras da pandemia, roubam-nos a liberdade.

25 de Janeiro de 2021

O século XXI, que estamos a viver, tem sido, simultaneamente, um século de factos positivos e de outros que muito nos têm atormentado, como os que estamos a viver desde o passado mês de março.

Relativamente à emancipação e afirmação das Mulheres, de forma galopante, têm-se diluído muitas fronteiras que relegavam as mulheres para segundos planos, até na divisão técnica do trabalho, em que, frequentemente, se ouvia, despudoradamente, dizer: “isso não é trabalho para mulheres!